3 de agosto de 2009

O perigo de ir no parquinho com TPM...

Agora a noite lá fomos nós no parquinho. Eu, meu filho e uma bola.
Um menino de 2 anos de maneira meiga e educada me pediu: "Tia a boia".
Falei com meu filho e emprestei. Sorrindo satisfeito o menino correu para brincar com ela.
Lá pelas tantas o dono da bola resolve que quer brincar com a bendita. Aquela coisa de criança. Se tá lá quieto, jogado no canto nem lembra dele. Mas se alguma criança resolve brincar com o dito cujo do brinquedo vira o objeto de desejo mais profunto e urgente. E lá vou eu conversa daqui conversa de lá, "deixa só mais um pouquinho, vai brincar de outra coisa". Gastei saliva a toa. Lá vai o menino pedir a bola.
Eis que uma mãe de uma menina que estava ao lado dele me solta se achando a dona do parquinho:
"Não! A bola é dele e ele está brincando agora. Se quiser brinca junto".
Mas hein?
Já que tinha tirado até o chinelo para pisar na areia era agora que ia subir poeira!

Mas o tio do menino, que é muito atencioso, e ligado (coisa rara diga-se de passagem) falou na minha frente todo sem graça: "Na verdade a bola é dele. Meu sobrinho que pegou emprestado".
A dona do parquinho que só faltou está com um vestido vermelho e um coelho na mão murchou a peruca e só diz: "Ah é?"
...
Desculpas? Hein? Cadê?
O tio então diz para entregar a bola ao meu filho.
Meu filho pega dizendo: "Obrigado!"

Tá certo. Calou a minha boca e da Mônica tb.
Mas foi por pouco.
Logo essa semana que estou sem minhas bolinhas da homeopatia.
Me restou voltar para casa cantando meu mantra: "Tranquila, levo a vida tranquila..."

1 comentários:

Cynthia disse...

hauhauhauhuaha
É nisso que dá pegar o bonde andando... adoro gente assim...

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Premium Wordpress Themes